Sociólogo é desrespeitoso em falas acerca da área de Gastronomia

Durante o II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação, o sociólogo Carlos Alberto Dória iniciou sua fala dizendo que Gastronomia não é ciência e seguiu com argumentos que incomodaram aos pertencentes e adeptos da área, soando por vezes, debochados e desrespeitosos.

0
II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação ocorreu nos dias 4, 5 e 6 de Dezembro, em SP
Durante o II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação, o sociólogo Dória proferiu ofensas à área de Gastronomia, descaracterizando-a como ciência

Nesta última quinta feira (5), um grupo de representação estudantil da área de Gastronomia lançou uma nota de repúdio à fala do sociólogo Carlos Alberto Dória enquanto este participava do II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação.

Dória inicia sua fala dizendo que Gastronomia não é ciência e segue com argumentos que ferem aos pertencentes e adeptos à área, soando por vezes, debochados e desrespeitosos.

Em nota, a Executiva Nacional de Estudantes de Gastronomia expõe:

A EXEGASTRO, entidade representativa, organizada e construída por estudantes e egressos de cursos de Gastronomia (Bacharelados e Tecnológicos), eleita democraticamente durante os encontros estudantis de Gastronomia realizados anualmente desde 2017, externaliza através desta nota o repúdio à fala feita pelo sociólogo Carlos Alberto Dória durante a abertura do II Simpósio Internacional de Pesquisa em Alimentação organizado pelo Laboratório de Estudos Históricos das Drogas e da Alimentação (LEHDA). A fala foi proferida na primeira Mesa Redonda do evento que teve como tema “Interdisciplinaridade na Pesquisa em Alimentação”, composta por: Carlos Alberto Dória, Marle Alvarenga, Adriana Salay e Henrique Soares Carneiro, e foi realizada na Universidade de São Paulo no dia 04 de Dezembro de 2019.

Nesta ocasião, quando confrontado acerca da contribuição da Gastronomia as pesquisas em Alimentação e a falta de representantes ligados à área da Gastronomia nas mesas do referido evento, observamos a apresentação de respostas, dadas pelo palestrante, com diversas bravatas e claro desconhecimento ou desonestidade intelectual à respeito do respectivo campo de estudo e pesquisa. Destacamos que frases como “a Gastronomia é um achismo de especialista”, mostram que Dória busca destituir da Gastronomia a possibilidade de sua existência na pesquisa e como campo de conhecimento. O palestrante finalizou dizendo “para gastronomia estou me lixando”, refletindo a sua completa falta de respeito com um campo de conhecimento ainda em construção. Podemos perceber que tais argumentos tornam-se extremamente prejudiciais à área da Gastronomia e também ao próprio campo das pesquisas em alimentação, quando se busca por pluralidade e desenvolvimento nos estudos na área das ciências humanas. Nesse sentido, sua fala, que deveria seguir o tema proposta pela mesa, apenas deixou claro que para ele, gastrônomos, gastronômas, gastrólogos e gastrólogas, só ganham materialidade quando enchemos seus bolsos com a compra de seus livros, ou, quando usamos suas obras como referência dando mais visibilidade e impacto às suas publicações. Nós da EXEGASTRO repudiamos também, as risadas das componentes das mesas que debocharam e deram respostas irônicas corroborando com a absurda e totalmente inescrupulosa fala desse senhor.

Assim, a EXEGASTRO, enquanto representação estudantil, convoca a todas e todos as/os estudantes de Gastronomia, docentes e pesquisadores à não mais tolerar esse tipo de atitude reducionista! Compreendemos a interdisciplinaridade como característica intrínseca e indissociável na alimentação, e justamente neste sentido defendemos que a Gastronomia não pode mais se curvar aos campos de pesquisa já consolidados! Este não é o momento de nos dispersamos e criarmos rachas internos, a Gastronomia precisa de nós! É muito triste ver que pessoas envolvidas com a organização de um evento tão importante e de tanto potencial compactuam com essas ideias completamente inaceitáveis. Por fim, indicamos às pesquisadoras e aos pesquisadores ligados à Gastronomia que não mais utilize esse tipo de “pensador” em suas pesquisas e obras, mas busquem citar e referenciar quem de fato compreende a importância de nossa existência e pesquisa. Desta maneira, devemos fortalecer quem nos fortalece, e assim nos mantermos unidos em torno do nosso desenvolvimento e consolidação, criando conceitos gastronômicos e que incentivem a diversidade na pesquisa em Gastronomia! Solicitamos aos organizadores do evento que se posicionem contrários à essa fala e que respeitem os pesquisadores e pesquisadoras que compõem nossa Área de Conhecimento, a Gastronomia!

Vídeo do momento em que o sociólogo é desrespeitoso ao falar da área de Gastronomia como ciência
Fonte: EXEgastro

Veja o vídeo completo clicando aqui. As falas as quais foram referidas neste texto, estão entre os momentos 03:35:55 e 03:39:15.

Mas o que é a EXEgastro?

A EXEGastro surgiu no I Encontro Regional de Estudantes de Gastronomia (EREGastro) que aconteceu na Universidade Federal Rural de Pernambuco em 2017. Todavia, consolidou-se no II EREGastro, ocorrido na Universidade Federal do Ceará no ano de 2018. Na Plenária Final do evento (04/08), as discussões foram direcionadas para a composição do órgão, seus objetivos e seu processo de eleição, que foi moldado a partir das e dos estudantes das instituições presentes no evento. A EXEGastro é composta por membros (estudantes ativos dos cursos de Gastronomia) e conselheiros (estudantes que estão próximos de egressar e egressos dos cursos), tendo como critério de escolha a participação no EREGastro vigente. A Executiva terá uma gestão com duração até o próximo evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui