Foram lacrados, em São Paulo, no último fim de semana, 79 estabelecimentos por descumprir o processo de reabertura e flexibilização do comércio após o lockdown adotado devido à pandemia da Covid-19.

Na sexta feira, 7, foram fechados 26 estabelecimentos, no sábado, 8, 32 restaurantes e no domingo, 9, foi a vez de 17 casas serem lacradas. A principal causa, além da desobediência em relação ao horário, é a aglomeração acarretada pela não cumprimento do decreto.

Entre esse 79 restaurantes está o Président que é comandado pelo chef de cozinha Erick Jacquin e que é, também, jurado do programa MasterChef Brasil. A Assessoria de Jacquin ainda não comentou sobre o caso.

A ação foi realizada pela subprefeitura de Pinheiros que foi motivada por fotos tiradas por fiscais no primeiro fim de semana em que os restaurantes foram autorizados a funcionar até às 22 horas.

Todos os estabelecimentos que tiveram as portas fechadas por esse motivo terão que pagar uma multa de R$923,65 para casa 250 metros quadrados.

O subprefeito de Pinheiros, Acacio Miranda da Silva Filho, disse em uma entrevista a Nossa que apesar dos registros terem ocorrido no sábado (8), o padrão é fazer o fechamento dos estabelecimentos durante a semana, evitando, assim, conflitos com os donos e até mesmo com os próprios clientes, que podem estar alterados por qualquer circunstância.

Além do registro em fotos, Acacio fala que há um aplicativo que ajuda nesse tipo de fiscalização.

Também há um aplicativo que dá o georreferenciamento do lugar e o horário em que as imagens foram extraídas para que ninguém possa contestá-las depois”

Para o estabelecimento, que descumpriu o horário permitido de funcionamento, reabrir é preciso seguir algumas etapas. A primeira é o pagamento da multa. Depois, o proprietário deve apresentar um pedido no qual ele assume um compromisso de cumprir com todos os protocolos necessários para o combate à Covid-19. Esse pedido é enviado ao subprefeito que concede ou não a autorização para a reabertura.