Receita de Cuscuz Paulista

Receita de cuscuz paulista
Receita de cuscuz paulista

Cuscuz Paulista

A receita do prato de cuscuz paulista, é um prato típico de São Paulo bastante diferenciado, saboroso e de fácil preparo.
Tempo de Preparo 30 mins
Tempo Total 30 mins
Ocasião Almoço, Breakfast, Brunch, Café da Manhã, Café da Tarde, Jantar, Lanche
Cozinha Brasileira
Porções 10 Porções

Ingredientes
  

  • 1/2 xícara de Azeite
  • 1 Cebola picada
  • 1 lata ou caixa de Molho de tomate
  • 2 latas de Água
  • 1 lata de Ervilha
  • 1 lata de Milho verde
  • 1 Pimentão
  • 2 latas de Sardinha ou atum
  • Cheio verde a gosto
  • Sal a gosto
  • Temperos a gosto
  • 1 tablete de Caldo de legumes ou do seu sabor de preferência
  • 3 xícaras de Farinha de milho grossa
  • 3 Ovos cozidos
  • Tomates para decorar

Passo a Passo
 

  • Refogue no azeite, a cebola, o pimentão, as azeitonas, a ervilha, o milho verde, o molho de tomate, o cheiro-verde, a sardinha, os temperos e o tablete de caldo;
  • Coloque a água, deixe ferver, coloque a farinha de milho e cozinhe;
  • Unte a forma com azeite, e coloque os ovos, os tomates e a sardinha por baixo;
  • Coloque a massa na forma, deixe esfriar e desenforme.
Palavras-chave dessa receita Cuscuz de milho, Cuscuz Marroquino, Cuscuz nordestino, Cuscuz Paulista

Assim como o nome mesmo já diz, o cuscuz paulista é um prato típico de São Paulo e teve sua versão original disseminada pelo litoral e interior através dos bandeirantes paulistas, que estavam em busca de ouro. Por suportar longas jornadas, a mistura de farinha de milho, mandioca, feijão e torresmo cavalga por dias rumo a Minas Gerais, e assim foi se diluindo por outras regiões de todo o Brasil e ganhando novas versões.

Sobre o cuscuz paulista

A versão paulista do cuscuz, é um prato típico de São Paulo que leva consigo farinha de milho e mandioca, tomate, pimentão, sardinha, camarão, ovo, pimenta, salsinha e muito mais.

De culinária brasileira, esse tipo de cuscuz foi criado a partir do cuscuz berbere que foi modificado com influências indígenas e de imigrantes europeus, nomeadamente portugueses, espanhóis e italianos. Seu ingrediente principal é a farinha de milho.

Curiosidades sobre o cuscuz

O primeiro registro escrito sobre o cuscuz foi feito no século XIII, no livro de cozinha da culinária do Magreb e Andaluzia, de autor desconhecido.

Por ser um prato de fácil preparo e render bastante, o cuscuz era uma comida destinada aos pobres, escravos e também aos bandeirantes, que consumiam juntamente de carne seca batida no pilão.

Em berbere, a palavra “k’seksu”, vem do som do vapor na cuscuzeira durante o cozimento. A palavra couscous é a versão francesa de “k’seksu”, criada pelos colonizadores da Argélia.

Em 100 gramas de cuscuz cozido apenas com sal, é possível encontrar, em média, cerca de 112 calorias, além de quantidades importantes de carboidratos, fibras, proteínas e cálcio. Pode ser um importante aliado para uma dieta saudável e equilibrada, sendo consumido tanto como, em um bom café da manhã, acompanhado de manteiga, queijo ou leite, quanto nas outras refeições, podendo substituir o arroz branco e macarrão.

O cuscuz pode ser feito de trigo duro, arroz e milho – uma versão da iguaria mais comum no Brasil. O cuscuz de trigo duro foi provavelmente inventado pelos povos berberes muçulmanos no século XI ou XII.

Contudo, um dos mais icônicos de todos os pratos de cuscuz é o cuscuz paulista – uma iguaria servida em mesas de bufê, jantares de casamento e almoços familiares aos domingos que de alguma forma faz parte da história da culinária de São Paulo. E semelhante ao cuscuz paulista, esse prato leva em seu preparo, temperos de: ervas, vegetais, bem como ovos, grãos como ervilha e milho verde, azeitona e sardinha como ingredientes básicos

Benefícios do cuscuz paulista

Ao decorrer dos anos, o cuscuz passou por diversas modificações como em suas variações, por exemplo, como o: cuscuz marroquino, cuscuz de milho, cuscuz nordestino, cuscuz paulista entre outros. Além de ser um alimento altamente saboroso, o cuscuz também é um prato bastante saudável o que traz à saúde, grandes benefícios, entre eles estão:

Auxilia na perda de peso

O cuscuz é rico em nutrientes e pouco calórico. Uma porção de 100 gramas contém, aproximadamente, cerca de 110 calorias. Isso representa cerca de 5,5% da ingestão recomendada de calorias em um dia, tendo como base dietas de 2.000 calorias.

Manutenção do sistema cardiovascular

Um dos componentes mais importantes do cuscuz é o selênio, que é considerado um dos nutrientes-chaves para justificar os inúmeros benefícios à saúde devido ao seu consumo.

Regula o metabolismo

O cuscuz fornece proteínas, que são de extrema importância para um melhor funcionamento do metabolismo, já que elas são necessárias para a manutenção da saúde dos dentes, cabelos, unhas, músculos, ossos, e participam de diversos processos no organismo.

O cuscuz, é de fato, bastante benéfico à saúde sem falar que se trata de um prato bastante versátil e saboroso. Já o cuscuz paulista, além de possuir todos esses benefícios e sabores, é também um prato bastante inovador e exótico, cujo vale apena conferir. Para mais receitas esta, basta acessar a Achou Gastronomia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Avalie essa receita