Aprenda Como Fazer o Mungunzá Salgado Cearense

receita são joão

Mungunzá Salgado

Quando se fala em São João, não tem como deixar de lado as comidas preparadas com milho, não é mesmo? Aliás, se você não sabe a ligação entre o milho e o São João, já olha no nosso portal que tem um texto todinho só falando sobre isso.

E uma das comidas preparadas com milho mais conhecidas são os mungunzás, sendo ele em sua versão doce ou salgada.

Origem do Mungunzá

O mungunzá (também chamado de munguzá) surgiu na África e se popularizou bastante aqui no Brasil. Em alguns locais, é conhecido como canjica. O significado do seu nome, em português, se assemelha a “milho cozido”. O prato lembra uma feijoada e geralmente é consumido como jantar. Por ser bastante forte, é consumido no sertão por volta das 17 horas, para que dê tempo de fazer uma digestão tranquila.

A versão doce é muito consumida nas festas juninas, sendo uma das principais sobremesas de São João. Já a versão salgada é muito presente nas mesas dos interiores dos estados do nordeste, levando “sustância” e força aos agricultores e sertanejos. Costumava ser um prato essencial para os nordestinos, mas com as facilidades de outras comidas, perdeu um pouco a sua força.

Ambas as receitas podem ser feitas com o milho branco ou amarelo, sendo mais comum o branco para a versão doce e o amarelo, para a salgada.

Receita de Mungunzá Salgado

receita são joão

Mungunzá Salgado

O mungunzá pode ser doce e salgado e é tradicionalmente servido nas festas juninas. O mungunzá é conhecido no Sudeste como canjica, então essa receita seria uma Canjica Salgada
Tempo de Preparo 2 hrs
Tempo de cozimento 1 hr 30 mins
Tempo Total 3 hrs 30 mins
Ocasião Aperitivo, Festas Juninas, Prato Principal
Cozinha Brasileira
Porções 12 porções
Calorias 359 kcal

Ingredientes
  

  • 250 g Canjica Amarela (Mungunzá)
  • 1/2 colher (sopa) Óleo
  • 50 g Bacon picado
  • 3 dentes Alho amassado
  • 1 unidade Cebola picada
  • 100 g Linguiça Portuguesa em rodela
  • 100 g Paio em rodela
  • 300 g Costelinha de Porco dessalgada
  • 250 g Carne Seca dessalgada
  • 2 Tomates sem semente picados
  • 100 ml Carne de Carne
  • Sal e Pimenta do Reino a gosto
  • Coentro e Cebolinha a gosto

Passo a Passo
 

  • Colocar o mungunzá de molho em água por 2 horas
  • Em seguida, escorrer o mungunzá e colocar na panela de pressão, adicionando 1 e 1/2 litros de água e levar ao fogo médio por cerca de 40 minutos após a panela pegar pressão
  • Desligar o fogo e esperar sair toda a pressão antes de retirar a tampa e reservar o milho junto com o caldo em um recipiente
  • Na mesma panela aquecer o óleo e dourar o bacon
  • Adicionar o alho e a cebola e deixar refogar bem
  • Juntar a linguiça, o paio, costela, a carne seca e o tomate, deixando refogar
  • Acrescentar 3 xícaras de água e tampar a panela, deixando cozinhar por 30 minutos após pegar pressão
  • Desligar o fogo e esperar sair toda a pressão, juntar o mungunzá e o caldo de carne
  • Temperar com pimenta do reino e sal, caso seja necessário
  • Deixar ferver por mais 20 minutos para apurar todos os gostos
  • Adicionar o coentro e a cebolinha e servir em seguida
Palavras-chave dessa receita Bolo de milho cremoso, Canjica Amarela, Mungunzá, Mungunzá Salgado

Conheça mais sobre o Mungunzá Salgado

O mungunzá salgado é bastante tradicional e presente em vários pedaços do país, tendo nomes e variações de modos de feitio em cada parte do país.

Uma curiosidade que você pode não saber: há duas versões de mungunzá salgado pelo Brasil! Uma que leva somente milho e outra que é feita com milho e feijão. Essa última versão é mais encontrada no sul do Ceará e oeste dos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, o qual leva ingredientes semelhantes aos da feijoada. Assemelha-se ao prato tradicional cabo-verdiano Cachupa (um prato que leva milho, feijão, pedaços de carne de porco e bovina, e folhas de louro, assemelhando-se muito a uma espécie de feijoada).

No Sul e Sudeste do Brasil, e também no Distrito Federal, o mungunzá recebe o nome de canjica ou canjicão. Nos estados da sub-região do Meio-Norte (Maranhão e Piauí), o prato é conhecido como “mingau de milho“. No estado do Pará é conhecido por “mingau de milho branco“. 

Curiosidade sobre o Mungunzá

O Mungunzá também tem presença marcante no tabuleiro das baianas. Para muitos, principalmente os quais têm influências das religiões de matriz africana, é um presente aos orixás. Todas as primeiras sextas-feiras do mês, é dia de preparar o mungunzá doce em homenagem a Oxalá.

Diferença entre Mungunzá Salgado e Mungunzá Doce

diferença entre mungunzá salgado e doce
Foto: Amando Cozinhar

A diferença entre o mungunzá doce e o salgado está no uso dos ingredientes. Enquanto um leva elementos como linguiça e feijão, o outro leva insumos como leite de coco e leite condensado. A semelhança entre as duas receitas é o milho, a estrutura cremosa e sua raiz cultural.

O mungunzá doce é feito com milho, leite de vaca, leite de coco, leite condensado cravos e canela. É uma receita cremosa e muito consumida como sobremesa de São João. Para saber como fazer mungunzá doce, clique ao lado.

O Mungunzá oferece benefícios para a Saúde

O milho para mungunzá é um alimento rico em fibras: uma porção de 100 gramas de canjica cozida tem 2,4 gramas de fibras, o que equivale a 10% das necessidades diárias.

Em função disso, o prato contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo e ajuda a prolongar a sensação de saciedade (daí vem a “sustância” e a força que falamos acima). Além disso, seu teor de fibras reduz a velocidade de absorção da glicose pelo organismo, auxiliando no controle das taxas de açúcar no sangue, e evita a absorção do colesterol.

Outro benefício do milho do mungunzá é que ele contém boas quantidades de vitaminas do complexo B, importantes para o metabolismo de gorduras, açúcar e proteínas, para a manutenção da saúde da pele e dos cabelos e para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Além disso, o milho é menos calórico que o arroz. Uma porção de 100 gramas de milho branco cozido para canjica tem 104 calorias, enquanto uma porção equivalente de arroz tem 128.

Você gosta de mungunzá salgado? Conta aqui nos comentários, quais os segredinhos da sua receita desse prato que é tão rico em saúde e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Avalie essa receita