Desde 2017, o meio econômico para o mercado da alimentação está sendo bem difícil. É comum vermos por mês, pelo menos três estabelecimentos anunciarem em suas redes sociais, o seu fechamento. Vemos alguns ainda lutando, aderindo ao modelo de serviço somente de delivery, para cortar custos com salão e mão de obra de atendimento. Dessa vez, nossa surpresa veio de fora do Brasil. Jamie Oliver, Chef conhecido mundialmente, anunciou o fechamento de 22 dos seus 25 restaurantes no Reino Unido.

jamie oliver

O motivo primordial, seria a crise econômica que assolou o Reino Unido, principalmente na área da alimentação. No ano passado, os restaurantes do Jamie Oliver Restaurant Group Limited já teriam suas vendas reduzidas em 10%, necessitando de investimento de capital do Chef para se manter em pé. Jamie chegou a reclamar do aumento dos valores dos insumos, além da desvalorização da moeda com a separação do Reino Unido para com a Europa, Brexit.

No entanto, há quem defenda que o Chef não se atualizava nas tendências, além de deixar os preços dos seus pratos muito altos; o que teria afastado os clientes dos seus estabelecimentos.

O grupo empresarial de Oliver colocou seus restaurantes em um processo que no Brasil é conhecido como recuperação judicial. A operação, dessa forma, passará a ser administrada pela KPMG (uma das maiores empresas de prestações de serviços do mundo) em que dois executivos da empresa ficarão responsáveis pela reestruturação do grupo.

Cerca de 1.000 funcionários ficarão sem emprego. Jamie, de forma triste, postou uma mensagem sobre o ocorrido em seu twitter:

tweet de depoimento realizado pelo chef jamie oliver, entristecido pelo fechamento dos seus restaurantes

Os restaurantes que estão localizados no Brasil, à priori não fecharão, pois tratam-se de franquias.