O nome da campanha é auto explicativo. Basicamente, a proposta é tirar do cardápio, por um único dia da semana (consegue adivinhar qual?), a carne e outros alimentos de origem animal. 

A segunda-feira é conhecida por ser o dia de recomeços e de grandes mudanças, geralmente ligadas ao cardápio, como começar uma nova dieta ou a academia. Então visando isso surgiu a Segunda Sem Carne em 2003 nos Estados Unidos e hoje já está presente em mais de 40 países, mas é no Brasil que ela tem gerado mais impacto recentemente.

No Brasil, a iniciativa foi lançada em 2009. Nesse período, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), vem trabalhando para que a substituição da proteína animal pela proteína vegetal, pelo menos um dia por semana, seja implementada pelo poder público, diminuindo a demanda coletiva por produtos de origem animal e gerando benefícios para a saúde das pessoas, para o meio ambiente e para os animais.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), carnes vermelhas como de boi e porco, quando consumidas em excesso, podem facilitar o desenvolvimento de câncer no intestino. Isto ocorre porque estes alimentos possuem grandes quantidades de ferro heme, nutriente essencial ao corpo, mas que, se ingeridas exageradamente, pode ter efeito tóxico sobre as células.

A recomendação é comer, no máximo, 500 gramas de carne cozida por semana. Por outro lado, as carnes vermelhas são fontes ricas de proteínas, ferro, zinco, fósforo, potássio, magnésio e selênio, além de vitaminas do complexo B.

SVB acredita que a substituição da proteína animal pela proteína vegetal será uma realidade cada vez mais frequente, seja em escolas, restaurantes populares ou no mercado e sociedade como um todo.

A Tastemade Brasil também aderiu a essa campanha e incentiva os seus seguidores a abraçarem a campanha. 

O que você achou dessa campanha? Vai aderir?