A série Sementes do amanhã estréia nesta terça-feira (12), às 23h15, no Canal Futura. Serão 13 episódios retratando histórias de comunidades tradicionais, ambientalistas e pesquisadores/as que atuam na defesa de alimentos ameaçados de extinção e na conservação da biodiversidade.

49050751338 7086be5c87 o 1
Série faz resgate de alimentações brasileiras tradicionais

A série tem objetivo de resgatar a história dessas espécies alimentícias brasileiras, por meio de um olhar contemporâneo, mostrando a teia de relações humanas e ambientais que há por trás da sua cadeia produtiva.

Dirigida por Alan Mendonça e apresentada por Nanda Barreto, a série foi produzida ao longo de 10 meses. Conforme conta Nanda, jornalista que faz sua estreia como apresentadora, apesar do cenário de destruição, quem assistir à série vai conhecer modos de vida que respeitam a natureza, tirando dela o seu sustento.

sementes 1
Sementes do Amanhã é dirigida por Alan Mendonça e apresentada por Nanda Barreto / Fotos: Marcelo Curia

A série começou de um jeito e terminou de outro, conta Alan Mendonça. “Inicialmente, a ideia de falar sobre a extinção dos alimentos era uma forma de sensibilizar os espectadores sobre a questão do meio ambiente. Hoje, vejo como um trabalho de resistência política, social e cultural, uma vez que foi preciso endurecer o discurso após os retrocessos das últimas eleições. Venceu o que existe de pior na política. As pessoas precisam entender que modelos econômicos destrutivos tem consequências”, avalia o diretor.

“SEMENTES DO AMANHÔ é uma realização da Okna Produções e da TerraMar Imagens e será exibida no Canal Futura ainda em 2019. A equipe de campo é composta por Nanda Barreto (apresentadora), Alan Mendonça (diretor e roteirista), Marcelo Curia (cinegrafista e fotógrafo), Anderson Astor (diretor de produção), Lara Ely (pesquisa e reportagem para Globo Rural) e Raysa Fitsch (captação de som). Ainda no time estão Aleteia Selonk e Marlise Aude, responsáveis pela produção executiva, Veco Marques (trilha sonora), Roberto Coutinho (som) e Jonatas Rupert (montagem).