Quando o assunto é gastronomia, o Pará desponta entre as estrelas nacionais com uma culinária de ingredientes da cultura indígena, temperada com influências portuguesa e africana. Essa mistura regional fez com que a capital do estado, Belém, se destacasse neste quesito como o destino brasileiro mais bem avaliado pelos turistas estrangeiros que visitaram o Brasil em 2016, segundo pesquisa do Ministério do Turismo.

De acordo com o estudo, enquanto a gastronomia brasileira recebeu nota máxima (muito bom e bom), de 95,4% dos visitantes internacionais, a de Belém chegou ao topo, com 99,2% de aprovação.  Os cheiros e sabores da fauna e da flora da Amazônia – açaí, camarão, caranguejo, peixes, além de ervas – como o jambu -, pimentas e a famosa farinha de mandioca – encantam turistas da França, principal emissor de turistas para Belém em 2016, com 34% do total de visitantes, e também do Suriname, Estados Unidos, Holanda, Argentina, Alemanha, entre outros.

As avaliações positivas da gastronomia dos principais destinos brasileiros, com percentuais acima dos 93%, mostram que este é um ativo importante do turismo brasileiro.  Entre os destinos mais bem avaliados, além de Belém, estão Belo Horizonte (98,5%), Porto Alegre (98,2%), Paraty (97,7%) e São Paulo (97,5%), nesta ordem. 

Há quem diga que a cultura culinária do Pará seja a única que pode ser chamada de “comida típica brasileira”, uma vez que as outras regiões sofreram muito mais influência durante a colonização, sendo a alimentação delas um reflexo da junção (ou adaptação) da culinária estrangeira à brasileira. Por outro lado, a gastronomia nortista possui menos traços dessa miscigenação, portando itens que não são possíveis de ser visto em outras culturas, como o próprio tucupi.

E você? O que acha da cultura paraense? 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui