Entenda porque as trufas são tão caras

0
trufa
(Fonte: divulgação)

As trufas são fungos comestíveis que vivem em simbiose nas raízes das plantas, principalmente de carvalhos e castanheiras, isto é, como muitas destas plantas estão em regiões temperadas, os fungos armazenam nutrientes minerais aproveitados pelas plantas nos períodos hostis, facilitando, também, a absorção de nutrientes dos solos e permitindo o crescimento das raízes através da produção de hormônios do crescimento. Já os fungos, recebem pelo menos 10% do que as plantas produzem.

Os dois tipos de trufas mais conhecidas são chamadas de trufa negra e trufa branca. A branca é originária da região de Alba, na Itália, e a negra pode ser encontrada na França, na região de Perigord, porém é mais comum ser encontrada em solos italianos.

As trufas ficaram conhecidas por ser uma iguaria muito consumida em países europeus e foi considerada um dos insumos mais caros do mundo.

No começo de dezembro de 2014, a Sotheby, realizou um leilão no mundo todo onde vendeu uma trufa branca, tida como a maior do mundo. O licitante foi um chinês que pagou por 61.250 dólares.

Mas por que são tão cara?

trufas
Trufa Branca (Fonte: divulgação)

Seu preço elevado se deve por dois motivos: sua safra é bem curta e sua cadeia produtiva demanda muitas pessoas e altos gastos até chegar ao consumidor final.

A trufa negra é coletada entre o mês de maio e dezembro, já a branca é mais rara, e por isso, mais cara, a coleta é feita entre dezembro e março.

As trufas são um alimento selvagem, isto é, elas não podem ser cultivadas, apesar de que várias pessoas têm tentado, há muito tempo, fazer suas fazendas de trufas, mas não obtêm sucesso na produção e raramente resulta em produtos bons.

Encontrar as trufas não é tarefa fácil, são necessário vários funcionários para conseguir a quantidade suficiente para distribuição, são cerca de 18 mil pessoas em todo o território italiano.

trufa
Trufa negra (Fonte: divulgação)

O caçador de trufas entra na mata e, normalmente, usa um cão farejador para detectar onde a iguaria se esconde.

O processo da colheita até a distribuição deve ser feita bem rápido para que não seja perdido suas características.

Assim que a trufa é desenterrada, uma parte dela é colocada de novo no solo para que possa se reproduzir novamente.

Logo após a colheita o fungo começa a perder água por evaporação. A empresa que é responsável pela coleta, não mede esforços e nem dinheiro para que ela chegue em ótimas condições ao consumidor final.

Curiosidade

trufa
Porca “caçando” trufas (Fonte: divulgação)

Antigamente, as pessoas usavam porcas para caçar as trufas, isto acontecia porque a iguaria exala um odor semelhante à testosterona e elas conseguiam encontrar com muito mais facilidade e agilidade.

Porém, existia um problema nesse método, as porcas comiam as trufas, além disso, elas danificam as camas de trufas, sendo assim, o uso das porcas para caçar as trufas foi proibido em 1985.

Sabor

trufas
Prato com tufas (Fonte: divulgação)

O sabor da trufa negra se manifesta mais quando ela é cozida, liberando seu aroma característico, possuindo o sabor semelhante ao funghi e quanto é coletada em associação com aveleiras o sabor tem notas de avelã.

Já a trufa branca tem o sabor bem mais pronunciado e um aroma bem típico, e por isso, é indicado ser consumida crua.

Por causa do seu sabor, você costuma ver ambas as trufas sendo servidas em como complemento de pratos, ao invés de serem o ingrediente principal da refeição.

Por causa da fama desse ingrediente, às vezes, aparecem no mercado produtos com nome “trufado”, porém nem sempre o ingrediente natural aparece na composição. Os produtos de qualidade usam as trufas de verdade na composição, sendo um azeite de trufa de má qualidade praticamente não tem gosto da verdadeira trufa ou ele não dura no prato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui