Entenda por que Paola Carosella diz ter sido “cancelada” nas redes sociais

Paola Carosella

Paola Carosella desabafou no Twitter no dia 24 de julho sobre um possível cancelamento: “Aparentemente, eu fui ‘cancelada’’.

A confusão com os seguidores começou há alguns dias sobre uma crítica que a chef de cozinha e jurada do programa MasterChef fez sobre o lançamento de um nugget impresso em 3D da rede KFC.

“Olha que linda sua comida do futuro. Parabéns aos envolvidos! Continuemos assim, que o futuro vai ter gosto de papelão molhado em cloroquina radioativa”

Apesar de alguns fãs concordarem, muitos também criticaram a postura da cozinheira e argumentaram que o alimento em questão não envolve sacrifício animal e nem ao meio ambiente.

Paola rebateu: “Me responde por favor: é feito de alimento ou de commodities? É feito por pessoas e suas famílias ou máquinas? Se é feito de commodities como você acha que foi produzido? Com agroecologia ou monocultura fertilizada? Esse tipo de agricultura planta água? Você sabia que a água se planta?”

O desenrolar da discussão acabou descambando para a saúde, no qual algumas pessoas identificaram e denunciaram “gordofobia”, nas falas da chef, desencadeando, assim, o “cancelamento” da Paola Carosella.

Isso ocorreu, pois Paola defendeu a “comida de verdade, feita por pessoas”, as quais, segundo ela, são “saudáveis e não nos deixam obesos e hipertensos”.

Paola, que foi acusada de “gordofobia”, devido à sua frase mal interpretada, rapidamente, tratou de se defender das acusações. “Eu falei obesos, não gordos. Você acompanha os índices de obesidade das crianças no Brasil? A ONU a define como a ‘nova fome’ crianças obesas, diabéticas e subnutridas. Intoxicadas com comida de merda! Não estou falando de padrões de beleza aqui”, reforçou ela, recebendo apoio no Twitter.

Paola abandonou o debate no Twitter e alegou ter sido mal interpretada, com a seguinte frase: “Estava conversando com vc .. por isso. È uma pena que tenham interpretado tão mal e causado tanto sobre um assunto q como profissionais da alimentação deveriam entender tão bem.”

Um comentário

  1. martha Hirsch

    No Brasil contemporâneo a música se tornou horrorosa. Mal feita e sem crítica nenhuma. Ninguém mais tem vergonha e a “cara não queima” de tanta breguice. Até jornalistas ficam embasbacados com o barango.

    Fugir via e-du-ca-ção! Eis a resposta de liberdade.

    É o Brasil… Educação em 1º lugar!!
    Sim!
    Pena que tem tanto ladrão…

    Além disso, podemos dizer o seguinte: o Petismo, lula, dilmAnta são um estilo estético de tudo quando é breguice, baranguice cultural, cafonice sindical infiltrada no pensamento e na filosofia petistas. E, para completar, sem dúvida nenhuma: o Kitsch político constante que impera dento do Partido dos Trabalhadores. O PT tem um mau gosto enoooorme!

    Um projeto para educação hipócrita e fracoide (p’ra inglês ver). O PT é barango.
    Digno de espanto, se bem que vulgaríssimo, e tão doloroso quanto
    impressionante, é ver milhões de homens a servir, miseravelmente
    curvados ao peso do jugo, esmagados não por uma força muito grande, hercúlea,
    mas aparentemente dominados e encantados apenas pelo nome de um só
    homem [lula] cujo poder não deveria assustá-los, visto que é um só (lula –, o vigarista apedeuta).

    O PT (Partido dos Trabalhadores) é cafona e barango.
    O que é sustentável para o Brasil:
    educação de alto nível. Alta cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.