Diferença entre molho, extrato, polpa e passata de tomate

A diferença existente entre molho, extrato, polpa e passata é basicamente uma: a concentração do tomate

0
tomate
Fonte: divulgação

Muitas pessoas ao lerem uma receita se deparam com um desses nomes e pensam que é a mesma coisa, porém cada um tem sua característica e funcionalidade na preparação.

Entenda a diferença entre essas quatro preparações que tem como o ingrediente principal o tomate.

O Molho de tomate é feito com o fruto já processado e diluído, pronto para ser utilizado nas preparações. Ele, normalmente, já vem temperado e pode ser encontrado em várias versões. Por já ser pronto, ele possui um maior teor de sódio, apresentando, também mais alergênicos.

O extrato é o que apresenta a maior concentração de tomate por peso. Por isso, é indicado diluir antes de ser utilizado. Ele não possui conservantes, e  é apenas temperado com sal e açúcar. Por ser mais concentrado, apresenta uma cor mais intensa e podem ser utilizado para engrossar molhos.

extrato de tomate
Fonte: divulgação

A polpa, também chamado de purê, é apenas o tomate processado sem pele e sem semente, adicionado de sal e açúcar. Diferentemente do extrato, a polpa permite o preparo direto, não havendo a necessidade de diluir, apenas temperar ao seu gosto.

A passata é a polpa de tomate cozida, sem pele e sem semente. Sem possuir nem conservantes e nem temperos ela é forma mais flexível dos atomatados. É ideal para substituir o molho caseiro quando não forem encontrados tomates maduros de qualidade.

 E aí, decidiu qual se encaixa melhor em sua receita?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui