Frutas e verduras não vendáveis serão encaminhadas ao banco de doação de alimentos do Mercado Municipal de Curitiba. A iniciativa dessa ação é da Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal (Ascesme) com parceria da Secretaria Municipal de Agricultura e abastecimento (Smab) e outras entidades.

A coleta desses produtos será feita pelos comerciantes, e esses alimentos serão encaminhados a 150 entidades beneficentes que serão cadastradas pela prefeitura. Assim, o banco de alimentos tem sua previsão de doar 15 toneladas de alimento por mês a partir do segundo semestre de 2019 e estima beneficiar 15 mil pessoas carentes.

“Nossa intenção é de que os produtos que ainda são próprios para o consumo não sejam destinados ao lixo”, diz Mario Shiguemitu, presidente da Ascesme.

Portanto, este será o primeiro banco de doação de alimentos anexado a um mercado popular no Brasil. Localizado na Rua da Paz e ocupando 120 metros quadrados. Essa iniciativa é embasada na ideia de Luiz Gusi, secretário de agricultura e abastecimento, de que o alimento não é lixo, enfatizando a ideia do não descarte de produtos ainda consumíveis.

O programa Mesa Brasil do Sesc, que destina alimentos que não são vendidos nos sacolões da Família a instituições filantrópicas, e outras entidades além da Ascesme também participarão do Banco de Alimentos do Mercado Municipal.