(Foto: Divulgação.)

Nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, foi divulgada a lista de 66 novas Cidades Criativas da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), na qual a capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, foi honrada com esse título na categoria Gastronomia. Logo, a cidade, que antes era já aclamada no país pela sua boa comida, agora será no mesmo patamar de cidades internacionais, como Parma, na Itália, que também detém o título, sendo seu papel como inovadora e sustentável também ganhando reconhecimento.

A cozinha mineira é famosa pelo tradicional pão de queijo, mas não fica só nisso, sendo marcada por sua diversidade e criatividade, além de sua herança histórica, que torna cada preparo uma experiência única. Assim, BH firma-se como a quarta cidade brasileira a receber esse título com base na sua Gastronomia, ficando ao lado de Belém, Florianópolis e Paraty.

A título de curiosidade, destaca-se que, em 2019, outra cidade brasileira também foi intitulada como Cidade Criativa. Na lista divulgada, a capital do Ceará, Fortaleza, aparece na categoria Design.

Mas o que seriam as Cidades Criativas da UNESCO?

rede de cidades criativas da unesco
(Foto: Divulgação.)

A Rede de Cidades Criativas foi elaborada em 2004, com a finalidade de promover a cooperação entre as cidades que identificam a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento sustentável. Desse modo, ao receber o título, a cidade se compromete a compartilhar suas melhores práticas e desenvolver parcerias ao envolver os setores público e privado, bem como a sociedade civil, a fim de desenvolver, igualmente, a cultura do local.

“Em todo o mundo, essas cidades, cada uma a seu modo, fazem da cultura o pilar, e não um acessório, de sua estratégia”, diz a diretora geral da UNESCO, Audrey Azoulay. “Isso favorece a inovação política e social e é particularmente importante para as gerações jovens”.

Atualmente, a Rede abrange sete áreas criativas: Artesanato e Artes Populares, Artes Midiáticas, Filme, Design, Gastronomia, Literatura e Música.

E aí? Você já provou o tempero mineiro? Conte-nos o que achou da experiência e sua opinião acerca do assunto.